Expo Pipa de Henrique José – 2019

Exposição Fotográfica Individual de Henrique José – 2019
Santuário Ecológico de Pipa na FIART

Na FIART, Feira de Arte e Artesanato que acontece no Centro de Convenções de Natal, de 25 janeiro a 03 de fevereiro de 2019, no corredor de entrada, está a Galeria Inove, que reúne trabalhos de fotógrafos como Pablo Pinheiro, Canindé Soares, Max Pereira, Jean Lopes e Henrique José, que destaca um ensaio realizado sobre a Flora de Pipa, no litoral sul potiguar.

inoveimpressao.com.br

feirafiart.com.br

fotografias de natureza  realizadas no santuario ecol[ogico de PIPA - RN

O SANTUÁRIO ECOLÓGICO DE PIPA POR HENRIQUE JOSÉ

O santuário Ecológico de Pipa, se constitui num importante espaço de preservação ambiental do RN, que vale a pena a visita, vale a pena muitas visitas… ao longo de quase 20 anos, tenho caminhado e meditado neste pedacinho da terra banhado de luz, fruto do trabalho incansável do David, que pelo seu amor a existência da vida animal e vegetal, desenvolve para nós a preservação e manutenção do santuário, praticamente sem apoios governamentais.

Mais recentemente estou empenhado em dar minha singela contribuição para a continuidade do trabalho de preservação do Santuário Ecológico de Pipa, para isso, resolvi iniciar um trabalho de documentação fotográfico das belezas naturais da Mata de Tabuleiro Costeiro e Mata Atlântica, com sua fauna, flora e vida marinha, um trabalho que está em fase inicial de semente, mas que já apresentam ramos, caules e flores.

Com um olhar bem particular, como realizo a minha fotografia de natureza, busco nos detalhes a sensibilidade estética, o que podemos chamar de imagens minimalistas (menos é mais), ligadas a prática do zen e aos poemas hai-kai.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“O hai-kai valoriza o fragmentário e o insignificante, o aparecimento banal e o casual, sempre tentando extrair o máximo de significado do mínimo de material, em ultra-segundos de hiperinformação. De imediato, podemos ver em tudo isso os paralelos profundos com a estética fotográfica.” O Haicai e a Fotografia palestra de Paulo Leminski na V Semana Nacional de Fotografia – Curitiba – 1986.

A atenção, a mente aberta e a conexão espiritual com o tudo e o nada… ao caminhar na natureza, podemos experimentar um exercício de contato com o eu e com o superior, desta ligação podemos capturar belas imagens, expressão maior desta transcendência, os pequenos detalhes, se apresentam em sua grandeza infinita, como estruturas fractais, onde o universo do imanifesto, se manifesta numa combinação onde luz e plantas, cores e formas dançam no reino vegetal.

“Para ser um autêntico arqueiro, o domínio técnico é insuficiente. É necessário transcendê-lo, de tal maneira que ele se converta numa arte sem arte, emanada do inconsciente”. A arte cavalheiresca do arqueiro Zen de Eugen Herrigel, Editora Pensamento, São Paulo, 1975.

As imagens que apresento neste primeiro fragmento, pretendem sensibilizar a todos, para que possamos sentir na natureza a presença do superior, que nos serve através do reino vegetal, e assim, que possamos refletir sobre a nossa condição neste planeta e retribuir/contribuir com a preservação do meio ambiente, apoiando e visitando o Santuário Ecológico de Pipa.

“Ao – espiritualizar – o ato fotográfico nos libertamos do banal, nos tornamos mais inventivos e nos aproximamos da verdadeira  luz da realidade, do estado criador puro.” Araquém Alcântara, no texto Fotografia Zen de 2015 (http://www.araquem.com.br/fotografia-zen/).

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: